Tofu Quing, nossa nova colunista, disse, em seu texto de estreia, que “três pessoas já são suficientes para começar uma mini ball“. A máxima nunca foi tão verdadeira. Na última segunda, dia 13 de junho, durante uma vigília no Soho, em Londres, homenageando as vítimas do atentado em Orlando, nos EUA, três pessoas tomaram a pista rua e dançaram Voguing.

Haga click aqui para ver la version en español.

Dançaram para protestar, dançaram nas vigílias à luz de velas, nas marchas, nos protestos sentados, nas passeatas, nas urnas.

Os voguers que começaram o ato na rua são Jason A. Cameron (Jay Jay Revlon), Omar Jordan Phillips (BamBam Khan) e D’Relle Khan. Snaps, tweets e vídeos começaram a pipocar e a história virou notícia em diversos veículos. O que todos os registros têm em comum é que é possível notar que, mesmo diante da dor, a vigília transformou-se numa celebração da cultura queer. O The Fader conversou com os três voguers e o BH is Voguing traduziu algumas partes dos depoimentos.

Jay Jay: “Voguing é uma demonstração de dança que vem da cena das balls, e na ballroom sccene há muitas categorias, mas ela existe para que pessoas queer, negras, latinas etc se unam e criem esta sensação de baile. Um lugar onde todos se sintam confortáveis, um lugar onde não há julgamento. [Ontem], liguei para todo mundo e disse, ‘vamos ao Voguing!’ – porque já há muita chateação e tristeza com o que está acontecendo, e o Voguing é edificante. É uma saída para a dor”.

D’Relle: “Poderíamos ter chegado segurando velas e de cabeça baixa, mas Soho já estava nesse clima sombrio. Então expressamos nosso medo, mágoa, dor e força a melhor maneira que conhecemos. Pelo movimento. Pelo Voguing”.

Jay Jay: “O Voguing sempre une as pessoas, não importa se você pode voguear ou não. Você sempre ama, sempre encontra algum tipo de amor pelo Voguing. As pessoas se unem em comunidades e conseguem esquecer os aspectos negativos. Isso é o que o Voguing faz, e é por isso que o levamos ao Soho. Estava um dia tão triste no começo, e não queríamos que fosse apenas tristeza e dor. Isso [Orlando] foi triste e doloroso, difícil de compreender, mas precisamos nos unir e nos empoderar”.  


D’Relle: “Eu acho que tudo isso foi tão importante pra mim porque eu estava na Flórida há uma semana, e deixei meus amigos lá. Nós precisávamos fazer alguma coisa para mostrar nosso apoio e solidariedade. Embora tenha sido em Orlando, isso poderia ter acontecido em qualquer lugar. Liguei para Jay Jay e concordamos que que precisávamos ir até lá e nos manifestarmos pelo Voguing. Por que Voguing? Voguing – como a Pulse – é para a comunidade gay negra e latina, e é uma expressão de força, liberdade e unidade”.

Foto: Zing Tsjeng

Foto: Zing Tsjeng

Foto de destaque: Vigília por Orlando em Londres (Zing Tsjeng)

Comments

comments